Você está aqui: Início » Pesquisa » Linha de Pesquisa: » Projeto: Metilação dos genes Reck e ALX3 em melanoma humano.

Metilação dos genes Reck e ALX3 em melanoma humano.

Coordenador(es): - Silvya Stuchi Maria-Engler
Participante(s):
O melanoma humano apresenta extrema quimiorresistência e prognóstico ruim, com altos riscos de metástases linfáticas e hematogênicas, além de taxa de sobrevida de seis a nove meses. Não existe medicamento eficiente, apesar dos recentes avanços da terapêutica como o verumafenib e o ipilimumab, uma vez que os pacientes ainda apresentam resistência e reincidência tumoral. A terapêutica vigente, portanto, ainda é baseada na mesma utilizada nas décadas passadas, mesmo a despeito da evolução tecnologia terapêutica. Portanto, conhecer a biologia do melanoma e buscar novos alvos são objetivos prementes nesta área. A progressão tumoral pode ser controlada por eventos epigenéticos, como a hipermetilação de genes supressores, que são silenciados durante a transformação maligna. A modulação da metilação é um alvo terapêutico promissor, pois pode ser revertida pelo tratamento com agentes desmetilantes, caracterizando a terapia epigenética. O gene RECK é expresso em diversos tecidos humanos normais, porém sua expressão é suprimida durante a transformação neoplásica, sendo que seu silenciamento pode ser devido à hipermetilação de seu promotor. O gene ALX3 apresenta hipermetilação de seu promotor em tumores em estágio avançado de neuroblastoma e colorretal, todavia até o momento não foi estabelecida a participação destes genes na transformação e evolução do melanoma. Entretanto, recentemente descreveu-se que há dois transcritos quiméricos oriundos da fusão (éxon 13/gene RECK e éxon 3/gene ALX3, e éxon 14/gene RECK e éxon 4/gene ALX3). Embora tais transcritos não gerem proteína quimérica funcional, tal fenômeno, embora raro, poderia exemplificar um dos possíveis mecanismos de supressão de RECK em melanoma e, ainda, elucidar o papel de ALX3 na progressão desse tumor, sendo esta a hipótese do presente trabalho. Utilizaremos técnicas de biologia celular e molecular, como silenciamento e supreexpressão gênicos, Western Blot e PCR quantitativo para a avaliação da expressão, bem como os níveis de metilação de RECK/ALX3, buscando a elucidação do papel de tais genes em melanoma
Palavras-chave: melanoma, metástases linfáticas e hematogênicas, melanoma, neuroblastoma

Última atualização em 2014-04-15 18:45:00

Projetos de Pesquisa relacionados